5 dicas para fazer relatórios de vendas com sucessoPara que a empresa consiga vender mais, não basta criar um script e treinar os agentes. É preciso realizar ações estratégicas e, para tanto, é necessário ter o conhecimento certo. Como os dados são importantes, fazer relatórios de vendas é indispensável.

Para que a empresa consiga vender mais, não basta criar um script e treinar os agentes. É preciso realizar ações estratégicas e, para tanto, é necessário ter o conhecimento certo. Como os dados são importantes, fazer relatórios de vendas é indispensável.

Para garantir que esses elementos sejam confiáveis e relevantes, eles devem ter algumas informações específicas. Além disso, o modelo correto tem que ser escolhido para trazer bons efeitos.

Deseja saber como fazer modelos de relatórios de vendas com sucesso? Então, continue lendo e veja 5 dicas!

1. Inclua o volume de ligações e de vendas realizadas

Um dos elementos indispensáveis para conhecer o ritmo de trabalho de cada representante é o número de abordagens concluídas. No caso de um call center, o foco deve estar no volume de ligações.

Isso ajuda a determinar se o agente fez o total esperado de chamadas e se gerou a quantia certa de oportunidades. É um jeito de evitar uma taxa de conversão que só é elevada pela baixa quantidade de tentativas.

Assim, é importante fazer uma análise não só das quantidades, mas da relação entre quantidade de contatos e quantidade de oportunidades. Esse elemento ajuda a compreender o nível de eficiência da equipe.

2. Não se esqueça de demonstrar o ticket médio e o faturamento total

Além de saber o volume das vendas, é interessante reconhecer o quanto elas retornaram para o negócio. Como é comum oferecer mais de uma solução, com valores distintos, a apresentação do faturamento ou do fechamento faz a diferença.

Para melhorar a visibilidade, o ticket médio também deve ser apresentado. Isso oferece um bom entendimento sobre o desempenho de cada ciclo do agente, além de criar uma base de comparação.

Se possível, não deixe de identificar o valor unitário de venda, já que os preços podem variar com promoções e reajustes.

3. Identifique quem foi o comprador

Os relatórios de vendas não devem servir apenas para acompanhar o desempenho dos agentes. Eles também podem ser úteis para aproximar o relacionamento com os consumidores, então é importante identificar o cliente em cada ação.

Com uma análise estruturada de dados, como por meio de um software, podem-se entender os padrões de compra, preferências e clientes que têm maior impacto nos resultados. Isso ajuda a aproximar a abordagem, além de trazer personalização e satisfação.

Eventualmente, uma atuação mais estruturada leva a uma redução dos esforços necessários para conquistar um “sim”.

4. Especifique os produtos vendidos

Por um motivo muito semelhante, os itens vendidos também devem estar especificados nos relatórios de vendas. Esse é um jeito de, em primeiro lugar, entender o que o consumidor prefere. A tecnologia ajuda a encontrar padrões e a perceber quais são os elementos ideais para cada comprador.

Além de tudo, é uma maneira de controlar o mix de produtos. Ao saber quais são aqueles itens ou serviços que têm melhor saída, fica fácil reconhecer para onde devem estar direcionados os esforços do empreendimento.

5. Escolha o template correto

Para fazer bons relatórios de vendas, vale utilizar templates prontos e modelos de relatório. Alguns deles, inclusive, são encontrados na web.

Uma das possibilidades é o relatório mensal. Nesse tipo, estão expressas as conversões ativas, receptivas e totais, as metas diárias e o faturamento total. Ele pode ser dividido por operador e garante uma análise completa sobre o alcance dos objetivos.

Outra possibilidade é a divisão do relatório por produtos ou linhas de produtos. Para empresas com um grande mix, é interessante acompanhar o desempenho de cada item e o impacto nos resultados. Ao somar os valores de consumo do cliente, é viável determinar certos padrões.

Para fazer um acompanhamento preciso, o relatório de vendas diárias é o ideal. Ele registra as transações dentro do período de 24 horas e identifica a descrição, o valor e até a hora. Assim, é possível mergulhar nos dados e ter compreensão completa do processo.

Ao executar esses passos, os relatórios de vendas serão feitos com sucesso e facilidade. Não deixe de empregá-los em seu cotidiano e melhore seu conhecimento sobre as conversões.

FONTE: http://blog.softium.com.br

Para obter maiores informações, contate a equipe de Profissionais UNIXTRON.